Como fazer Kombucha – Parte1: O SCOBY

[yasr_visitor_votes]

O SCOBY definitivamente não é uma coisa bonita, então para a gente usar sem sentir nojo é legal entender direitinho o que ele é. A palavra SCOBY é, na verdade, uma sigla em inglês: Symbiotic Culture Of Bacteria and Yeast, que em português significa Cultura Simbiótica de Bactérias e Leveduras. Alguns lugares descrevem o C como Colônia, mas na biologia uma colônia possui apenas organismos geneticamente iguais, enquanto que uma cultura possui diferentes.

A cultura que usamos para fazer o Kombucha pode possuir diferentes tipos de bactéria, mas em geral possuem acetobacter, ou seja, bactérias que produzem ácido acético, e é por isso que temos o sabor azedinho no Kombucha. Além disso podemos enocntrar diferentes tipos de leveduras do gênero Saccharomyces, muito usadas nas produções de cervejas, vinhos e pães.

Como conseguir um SCOBY?

Uma das soluções mais rápidas é procurar em um grupo do Facebook. Recomendo o grupo “Kefir de Agua e Kombucha – Probioticos Veganos“, as pessoas são muito ativas e solícitas.

Outra opção é começar a sua cultura a partir de um kombucha comprado de alguém. Em feiras como a Junta Local, que acontece sempre no Rio de Janeiro, você pode encontrar fácil. Depois disso, basta seguir o passo a passo abaixo, que é muito parecido com o de fazer seu próprio Kombucha em casa.

Ingredientes & Equipamentos

  • 1,5l de água filtrada
  • 1 colher de sopa cheia de chá preto
  • 100g de açúcar
  • 100ml do Kombucha comprado
  • Coador
  • Pote de vidro que comporte 2l de água
  • Tecido Voil para tampar o pote
  • Panela

Como Fazer

  1. Aqueça a água até ferver, adicione o chá preto e o açúcar, deixa esfriar até a temperatura ambiente.
  2. Coe o chá adoçado para o pote de vidro.
  3. Adicione o kombucha comprado.
  4. Tampe com o Voil e guarde ao abrigo do sol por 1 a 4 semanas.

fina camada kombuchaCom o passar do tempo você vai começar a observar algumas bolhas e uma fina película se formarem na superfície do líquido. Em seguida, essa fina camada vai ficar opaca e cada vez mais grossa, até ganhar consistência e se tornar uma cultura madura e pronta para produção.

 

scoby quase pronto

 

Quando a sua cultura estiver pronta, descarte a maior parte do líquido (sim, é de doer fazer isso…) e reserve algo em torno de 200ml do líquido que terminou de fermentar, mantenha o SCOBY ainda dentro. Caso não queira começar já seu primeiro batch, você pode guardar ele tampado na geladeira por algumas semanas. Ou então, coloque seu SCOBY para voltar a trabalhar e fermentar!

foto de cabeçalho: Jason

diegodacal

45 thoughts on “Como fazer Kombucha – Parte1: O SCOBY

    1. Pode ser qualquer sabor para iniciar. Mas quando voce iniciar, o ideal é que comece a propagar só com o chá (preto ou verde) até que tenha um scoby bem saudavel.

    1. Infelizmente precisamos de Kombucha para começar o Scoby. Isso porque precisamos de um início da cultura de bacterias e leveduras, para daí proliferar elas e ter o nosso proprio kombucha mais pra frente.

          1. Boa tarde, Diego.
            estou conhecendo o Kombucha esses dias. Já utilizo o Kefir. Onde do Rio você é? Pois tenho interesse em conseguir Scoby

          2. Oi, Diego!
            Experimentei o Kombucha há 15 dias e estou apaixonada! Me sinto um pouco relutante em começar a produzir sozinha, ainda não entendi qual é a quantidade produzida no primeiro preparo e nem a periodicidade desta produção.
            Não quero produzir demais e jogar fora, acho um pecado!
            Já li muitas coisas, mas ainda não entendi quando exatamente a bebida está pronta, é pelo número de dias ou pelo paladar?
            Um abraço,
            Hilda
            ,

          3. Oi, Hilda. Não tenha medo! A primeira leva não precisa ser muito grande, pode fazer algo como 500ml a 1l. Depois nos ciclos de produção o ideal é ver quanto você vai beber e planejar aquele volume pra produção durante o tempo de produção da próxima. Por exemplo, os ciclos de produção demoram em média uns 15 dias, daí se você consumir 200ml por dia, o ideal seria produzir uns 3l. Mas o ideal é você começar devagarinho e ir aumentando gradualmente pra ver quanto você precisa. 😉

  1. Essa receita que vc ensina é para “criar” um Scoby? Basta então comprar uma bebida de kombucha que eu consigo “criar” meu próprio scoby? Me perdoe minha ignorância, mas eu tomei conhecimento do kombucha há pouquíssimo tempo e sou muito leiga ainda. Abraço.

    1. Isso, Pam. O Kombucha é uma bebida viva, cheia de probióticos (bactérias e leveduras) vivos. Se você não tiver a possibilidade de receber doações do Scoby, você pode sim começar a partir de um pouco da bebida, eu fiz o meu primeiro assim. Mas se você não tiver muita paciência, pode procurar os grupos de Kombucha no Facebook que tem MUITOS doadores de scoby em diversos lugares.

      1. Oi Diego! Eu fiz esse passo a passo p obter um scooby a partir de um kombucha pronto… iniciei o processo há 1 semana, e apareceram algumas películas soltas no chá, e um pó no fundo do pote de vidro. É isso mesmo que acontece? Obrigada!

        1. Isso, normalmente acontece isso até que a pelécula em cima fiquei homogênea. Mas se achar que tem algum problema, pesquisa no google sobre “problemas no kombucha” que tem vários artigos. Eu ainda não escrevi um por aqui, mas está nos meus planos! 🙂

  2. Olá Diego a minha dúvida é, depois da primeira fermentação, eu continuo a usar o meu scoby original e doo a nova q surgiu a partir da q recebi?
    PS. Corrigindo email por contato

    1. Você pode doar ou começar a produzir outro jarro ou até jogar fora, caso não encontre ninguém que queira. Eu, de tempos em tempos, jogo o scoby mais velho fora e começo a usar os novos.

  3. Bom dia !!!
    Sou de Vitória da Conquista- Bahia
    Estou a procura do Kombucha , gostaria de saber se tem como fazer o scoby em cada para eu começar fazer o uso…
    Desde já agradeço

    1. Na geladeira você reduz o metabolismo da cultura, então se for pra guardar por mais tempo o bom seria deixar na geladeira. Mas não esquece de manter o líquido com ela, para não ressecar e queima, ok?

  4. Oi, Diego, desculpa estou querendo comecar a tomar o Kombucha, ja tomo o kefir de leite, e to pesquisando p entender um pouco, rs, mas nao sei se entendi, quer dizer que o Scooby é o que forma o kombucha? senão for isso poderia me explicar< o que seria o scooby?

    1. O termo é SCOBY, não scooby, e na verdade é o acronimo em ingles para “Cultura Simbiótica de Bacterias e Leveduras”. Em termos práticos é como se fossem os cristaiszinhos do Kefir, mas no caso do Kombucha é um disco meio que gelatinoso que faz a fermentação do chá adoçado.

  5. Olá, Diego. Recebi hoje o meu scoby no saquinho, mas ainda não tenho o material necessário para preparar o kombucha. O que fazer com o saquinho? Onde guardar até adquirir o material (vidro e utensílios de manuseio)? Transferir para outro recipiente? Colocar na geladeira? Tô perdida…

      1. Diego, eu sou do Rio (eixo Humaitá/Botafogo/Centro) e estou à procura de doação de scooby. Vi em alguns comentários acima que vc costuma doar. Seria possível vc me doar um? 🙂 Muito obrigada.

  6. Boa tarde.
    Gostaria de saber o que mudou na saude de quem passou a tomar o kombucha?
    Depois da chikungunha fiquei com artrite reumatoide e sindrome de sjogren. Ouvi alguns relatos que o uso do kefir e do kobuncha ajuda na inflamação das articulaçoes.

    1. Oi, Rosana. Não existe nada médico de fato provado que o kombucha melhore uma coisa ou outra. Sugiro que você busque seu médico e pergunte ele sobre o uso do Kombucha associado a esses pontos que você falou. 😉

  7. Boa Tarde! Gostaria de repassar minha experiencia e produção do SCOBY; Faço uso do Kefir e Tibico a mais de 3 anos, sou residente em Goiânia. No meu caso o Tibico (Kefir de água) começou a avinagrar e formar uma película sobre a água com rapadura. Descartava a película, lavava o mesmo e iniciava tudo novamente o processo de cuidados. Fiquei preocupado sobre o ocorrido, achando que tinha contaminado minha cultura, aprendi que a partir dai poderia fazer vinagre caseiro com este processo e que não era contaminação, pois uma método de renovar o Kefir é deixa-lo bem acido. Fazendo estudos e lendo a respeito do Kombucha, descobri que ele (SCOBY) era conhecido como Madre do Vinagre, pensei: Porque não fazer a adaptação deste Tibico (Somente o Liquido, mais a película formada ao Chá preto/verde), levei cerca de 01 mês para a adaptação, a película ficou bem espesso e o sabor maravilhoso. Hoje retiro cerca de 3lt a cada 5 dias de Kombucha para a segunda fermentação, e já iniciei um berçário de SCOBY para doação!

    1. Para saborizar basta adicionar o que você quer. Se quiser, pode refermentar com o açúcar. No caso, se adicionar frutas elas já tem açúcar e vão fermentar, se for chá e coisas do tipo, pode adicionar açúcar pra refermentar.

  8. Estou tentando fazer meu scoby a partir da bebida pronta. Já tem 4 dias.. vi que uma fina película começou a formar em cima, e aumentou um pouco do sedimento em baixo. Não sei se coloquei açúcar o suficiente… me falaram que com 10 dias já se tem scoby pronto.. mas vi aqui que pode demorar até um mês…. como vou saber??? kkkkk
    Depois de pronto eu jogo parte do liquido fora, ou utilizo esse líquido para segunda fermentação com suco de uva, por exemplo?
    Adorei a página.

    1. Oi, Ana! A primeira vez sempre da frio na barriga mesmo. Mas o negocio é esperar, deixa ele lá por um mês. Sobre açúcar, em geral eu uso 80g/l de chá e curto muito o resultado, mas isso é uma coisa muito pessoal em geral também.

      1. Meu kombucha do zero não deu certo. kkkkkkkkk Acabei conseguindo doação do scoby… agora engrenou!! Vou experimentar essa dica de 80g/L de chá.
        Obrigadaa

        1. Oi, Maurício. 80g e para a fermentação primária, quando a levedura é bactérias consomem o açúcar para produzir co2, álcool e a acidez do Kombucha. Nessa fase a produção de gás é intensa, mas sem riscos por não estar lacrado. Para a segunda fermentação, por estar em recipiente fechado sugiro não passar de 7g/l de açúcar (aqui a gente também considera o açúcar de fruta na conta, que é fermentavel) pois acidentes podem ocorrer com a alta produção de gás em recipientes lacrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.