Como fazer Kombucha – Parte3: Saborização

O passo de saborização do Kombucha talvez seja a parte mais divertida de todo o processo, quando podemos ousar na criatividade e pensar em misturas únicas para dar um sabor único ao nosso chá fermentado. Aqui a regra é testar, experimentar e encontrar o melhor pro nosso próprio paladar!

Como explicado no post anterior, sobre a Fermentação do Kombucha, precisamos ter em mente que alguns fatores (como o chá utilizado, o açúcar e o tempo de fermentação) influenciam no sabor final da nossa bebida. E além disso podemos adicionar frutas, ervas ou até mesmo óleos essenciais para agregar outros sabores e aromas ao nosso chá fermentado.

Como começar

Quando a fermentação tiver chegado na acidez de sua preferência, é hora de engarrafar com o sabor para carbonatar (sim, kombucha com gás é muito mais gostoso). O primeiro passo é retirar o scoby e colocar em um outro pote (preferencialmente de vidro) com algo entre 5 e 10% do líquido para ser usado no arranque da próxima leva. Lembre de sanitizar muito bem o pote de vidro que vai usar, limpeza é sempre um item crucial para nossa segurança alimentar. 😉

As garrafas

Depois precisamos decidir onde vamos fazer nossa segunda fermentação para gaseificar. Eu sempre uso garrafas de cerveja (bom usar garrafas com tampas flip top), pois são fáceis de conseguir, e coloco a tampinha usando alguns equipamentos que cervejeiros caseiros usam. Algumas pessoas usam garrafas pet de refrigerante ou água com gás ou até mesmo garrafas de suco de vidro ou garrafas de lojas de utilidades do lar.

Ao escolher a garrafa que vamos usar é importante ter em mente que ela precisa aguentar alguma pressão, pois para a bebida gaseificada gera pressão dentro da garrafa. Portanto, usar garrafas não preparadas para suportar pressão (como as de suco e decorativas) podem acarretar acidentes caso haja alguma explosão da garrafa.

Também é muito importante sanitizar tudo direitinho, nunca é demais lembrar! 🙂

E a saborização?

Não existem regras para a saborização, mas abaixo tem algumas ideias de proporções para você começar a testar:

  • Frutas (frescas, polpa congelada ou secas): use 10-30% de fruta para 70-90% de kombucha;
  • Suco de frutas: comece usando 10-20% de suco e 80-90% de kombucha;
  • Ervas: as ervas, em geral, devem ser adicionadas no mesmo momento que se adiciona o chá base a água fervente. As quantidades variam muito em função da erva que você pretende usar.
  • Extratos: pode começar testando uma colher de chá por litro de Kombucha.

Caso use ervas e extratos, temos que lembrar de adicionar açucar na segunda fermentação para as bactérias e leveduras terem com o que se alimentar para produzir o gás da bebida, já que esse itens não possuem açúcares.

Ao usar frutas e sucos é interessante tentar entender quanto açúcar eles tem, para não adicionar açúcar em excesso, o que vai gerar pressão em excesso também e pode explodir suas garrafas ou fazer uma sujeira sem fim na hora de abrir.

diegodacal

7 thoughts on “Como fazer Kombucha – Parte3: Saborização

    1. é sim. mas essa garrafa não é feita para suportar pressão, então podem acontecer três coisas: seu kombucha ficar meio sem gás; ou então a garrafa explodir; ou até dar tudo certo!

  1. É normal começar a formar uma película na superfície da kombucha quando da saborização/carbonatação, isso com apenas 24 h de processo dentro de uma pet? Para saborizar, coloquei 200 ml de chá de hibisco, respeitando o limite de 7 g de açúcar/litro.

    1. É normal, principalmente quando seu scoby é muito vigoroso. Você pode tentar abaixar um pouco a temperatura para desacelerar a fermentação.

  2. Muito inspirador Já faço kombuccha seguindo sua receita e instruçoes, há 2 meses
    Estou muito contente Agora irei começar o ginger ale
    Saudaçoes Atlanticas de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.