Cerveja Artesanal em Cuba

Quer beber cerveja cerveja artesanal em Cuba? Melhor deixar de lado essa ideia e ler um pouco sobre rum antes da viagem!

Cuba é um país tradicionalmente conhecido por seus charutos e pelo rum. Talvez por morar em um país que está vivendo seu renascimento da cerveja artesanal eu sempre espero que todos os países que visito tenham ao menos um mínimo de cervejas alto nível. Mas não necessariamente é assim.

Nas minhas pesquisas e conversas com amigos descobri que existem duas cervejarias que produzem cervejas especiais em Cuba, e as duas ficam em Havana não muito distantes uma da outra, então rola de conhecer as duas no mesmo dia. As duas produzem basicamente três tipos de cerveja: “clara”, “oscura” e “negra”. E nem ouse perguntar quais são os estilos, a resposta vai ser “clara, oscura y negra”, com uma cara de “que diabos mais você quer saber, turista?”

Todas as três cervejas são feitas com ingredientes importados da Áustria (você lembra que o tal do embargo da guerra fria ainda existe, né? E isso afeta MUITO também o mercado cervejeiro, que não consegue usar ingredientes americanos, que nós brasileiros estamos tão acostumados), seguindo receitas alemãs (descobri isso quando entrei escondido onde não deveria entrar e li “helles”, “dunkel” e “märzen”). As cervejas não são servidas em garrafas, vão direto pra torneira e dali saem em canecas de 400ml quase cheias.

Mas se você ainda tem a ideia de ir beber cerveja “especial” em Cuba ao invés de beber rum ou mil drinks fenomenais (sério, prova o canchanchara em Trinidad), os lugares são os seguintes:

Cervecería Plaza Vieja Factoria

Cerveceria Plaza Vieja

O serviço foi terrível. Um dia cheguei por lá na hora do almoço e todos os garçons estavam sentados lá dentro. Perguntei que horas eles abririam, disseram que não sabiam. E ficou por isso. Precisei voltar no outro dia. Serviram a cerveja em uma caneca não cheia, com uma quantidade que variava com o humor do senhor que controla as torneiras. A garçonete que me atendeu não era nada simpática, assim como percebi que o serviço era igual nas outras mesas. Ela chegou ao cúmulo de levar uns potinhos de queijo de cortesia para todas as meses, exceto a minha, e quando pedi pra ela a cara de saco cheio foi gigante.

As cervejas não são ruins, mas é difícil chamar de “cerveja artesanal em Cuba”. O corpo de todas é extremamente baixo e o sabor bastante sem graça, nada de especial.

A Cerveceria Plaza Vieja fica na Plaza Vieja, na Habana Vieja, e está aberta em sabe-se lá que horários.

Cervecería Antíguo Almacén de la Madera y del Tabaco

Cerveceria Antiguo Almacen

O serviço aqui foi bem melhor que na Factoria, mas ainda não é de qualidade. O local é um galpão gigante, que era usado para madeira e tabaco, na beira do rio. Quando fui tinha música ao vivo durante o dia com som extremamente alto, ficou difícil conversar. A cervejaria não expõe o preço das cervejas e acho que eles cobram de acordo com a cara do cliente. Esse restaurante tinha os típicos frango cubanos sendo feitos na brasa, que infelizmente não cheguei a provar, mas tinha uma cara muito boa!

As cervejas são muito parecidas com as servidas na Factoria, com pouca diferença sensorial entre elas.

A Cerveceria Antiguo Almacén fica na Avenida do Porto, ao lado do armazém de artesãos San José.

Em Cuba beba Rum

Rum Habana Club

Por outro lado recomendo conhecer a diversidade de rum e drinks por lá. Os runs Habana Club são ótimos, baratos e encontrados em qualquer lugar. Sugiro começar pelo Añejo Especial, que é envelhecido por 3 anos, e ir subindo o nível passando pelo Habana Club 7, envelhecido por 7 anos e o Maestro, que passa 13 anos em barris.

Também vale a pena conhecer o rum Santiago, produzido em Santiago de Cuba para o mercado local. Os cubanos tendem a dizer que esse sim é o rum de verdade. O Añejo, mesmo não estando escrito, é envelhecido por 7 anos e possui uma qualidade altíssima.

Se for ousar, recomendo ir a Viñales conhecer a região e provar o Ron Guaybita del Pinar, produzido com matéria prima orgânica, sem aditivos químicos em qualquer momento da produção, desde o plantio da cana de açucar até o engarrafamento. Esse rum ainda possui uma goiabinha (não do tipo que encontramos no Brasil) dentro da garrafa, que é a assinatura da marca. Esse rum, harmonizado com um charuto local é uma experiência sensorial incrível!

diegodacal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.